Quem procurou atendimento médico no Ipsemg, em Belo Horizonte, na madrugada desta terça-feira (3), encontrou a unidade fechada. O motivo é o mesmo que tem interditado vários Centros de Saúde e Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) na Grande BH: suspeita de sarampo.

De acordo com o Ipsemg, um paciente procurou o Serviço Médico de Urgência (SMU) relatando sintomas semelhantes à doença, que provocou surto em São Paulo, estado vizinho de Minas Gerais. Por medida de segurança, e atendendo a protocolo do Ministério da Saúde para evitar a proliferação da enfermidade, a unidade foi fechada. 

As normas preveem a suspensão de admissão de novos pacientes, verificação da situação vacinal de todas as pessoas que estão dentro da unidade e aplicação de doses para quem ainda não foi imunizado.

"De acordo com protocolo interno, e dentro das diretrizes da Secretaria de Estado de Saúde e da Secretaria Municipal de Saúde, realizado pela clínica médica do HGIP, a suspeita foi descartada", explicou a instituição.

Na segunda-feira (2), três centros de saúde e duas UPAs da capital tiveram que ser fechadas temporariamente por causa de atendimento a pacientes com suspeita de sarampo.

Até o momento, dois casos de sarampo foram confirmados em Belo Horizonte e outros 44 aguardam resultados de exames laboratoriais.

Leia mais:
Pacientes especiais têm calendário de vacinação atualizado
Cinco unidades de saúde de BH são fechadas nesta segunda por suspeita de sarampo
Adultos desconhecem calendário de vacinação; veja se você está em dia