Mais sete casos da variante Delta do coronavírus foram detectados em Minas nessa terça-feira (10), após análises feitas em amostras na última semana. No total, já são 11 notificações da cepa originária na Índia no território mineiro. A informação foi confirmada pelo professor de genética da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e responsável pelo estudo, Renan Pedra.

Os exames analisados indicam confirmação da mutação nas regionais de Saúde Belo Horizonte (1), Unaí (2) e Manhuaçu (3), além de um registro em Montes Claros, no Norte do Estado, já informado pela prefeitura. Os demais municípios ainda não foram divulgados. 

“Todos esses sete casos são independentes daqueles já confirmados anteriormente. São dessas regionais de Saúde, mas não temos as cidades. Apenas sabemos que o caso de Montes Claros foi confirmado no próprio município. Já o da regional de BH, não se trata de um morador da capital”, disse.   

Os quatro primeiros, já confirmados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), são de Belo Horizonte – dois adolescentes que voltaram do Reino Unido –, Juiz de Fora, na Zona da Mata, e de Virginópolis, no Vale do Rio Doce. 

Com os novos registros, o professor da UFMG acredita na possibilidade de transmissão comunitária da variante no Estado. “Já esperava a introdução da cepa e acreditava que tivesse acontecendo, só precisava de tempo para poder detectar. Ainda não sabemos se é transmissão comunitária, mas muito provável que seja”, concluiu.

O Hoje em Dia procurou a SES e aguarda um retorno sobre as confirmações e mais informações sobre a variante.

Leia mais:
BH aplica primeira dose de vacina contra a Covid em pessoas de 32 anos nesta quarta
Brasil registra 1.211 mortes por Covid nas últimas 24 horas e chega a mais de 564 mil óbitos
Concentração da Covid em esgotos de BH é reduzida