A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta sexta-feira (23), a operação "Cavalo de Troia", com intuito de prender os suspeitos de matar um homem em uma cachoeira no distrito de São Sebastião das Águas Claras, conhecido como Macacos, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

No total, a polícia cumpriu cinco mandados de prisão temporária e seis de busca e apreensão, em Belo Horizonte e Região Metropolitana. Foram localizadas as roupas usadas no crime, substância análoga a cocaína, embalagens para drogas, fardamento do Exército Brasileiro e máscaras. Dois veículos também foram apreendidos.

As investigações foram iniciadas logo após o corpo ser encontrado, no ano passado. De acordo com a corporação, imagens mostram os investigados chegando na cachoeira no dia do crime. No dia do crime, os investigados ainda teriam ido a um sítio, em Ribeirão das Neves, para comemorar a morte da vítima.

O delegado Murillo Ribeiro explicou que "suspeitos e vítima possuíam relação de amizade e de envolvimento com o narcotráfico". O suspeito teria se vingado da vítima, porque o jovem havia o denunciado para policiais.