Um celular esquecido na cena do crime pode ajudar os policiais a encontrarem o assassino de um casal de idosos, na zona rural de São Sebastião do Prata, na região Central de Minas. O crime ocorreu na quarta-feira (9), quando uma amiga das vítimas encontrou sobre a cama de casal, a idosa Maria Terezinha de Araújo, de 66 anos, e o marido dela, Geraldo Antônio Donato, de 70 anos, mortos com várias marcas de violência, na zona rural de São Sebastião do Prata, na região Central de Minas, nessa quarta-feira (9).

O fato chocou os moradores do vilarejo de Vargem Linda, com pouco mais de três mil habitantes. Os policiais foram até a casa das vítimas, onde encontraram a porta da cozinha arrombada e os móveis revirados. Uma amiga do casal contou aos policiais que havia sacado toda a aposentadoria do idoso e entregado à mulher dele na quarta-feira. Há suspeita de que o autor dos crimes soubesse dos hábitos de Geraldo, que tinha costume de andar com muito dinheiro. O valor não foi informado pela mulher, mas também não foi encontrado, segundo os policiais.

A perícia foi até o local, mas não conseguiu identificar o objeto usado para matar os idosos. O perito constatou apenas que trata-se de um instrumento perfurante, já que Donato apresentava vários cortes na região do abdominal e tórax. Já Maria Terezinha foi golpeada no pescoço, braços e abdômen. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico-Legal de João Monlevade, na mesma região.

Os policiais não souberam informar se os idosos moravam sozinhos e nem se tinham filhos. O suspeito, porém, esqueceu um celular com várias fotos no local. A expectativa é de que as imagens e os contatos ajudem a polícia a localizar o autor do crime.  O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Caso o autor do crime seja identificado e preso ele deve responder por latrocínio (roubo seguido de morte).