O Centro Cultural Minas Tênis Clube é o mais novo integrante do Circuito Liberdade, reunião de equipamentos culturais que ficam no entorno da praça mais famosa de Belo Horizonte. O acordo de cooperação entre o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG), e o Minas Tênis Clube foi assinado nesta quinta-feira (27).

A parceria tem o prazo de cinco anos, podendo ser renovado. Neste período, a previsão é que sejam realizadas mais de mil atividades culturais para crianças, jovens e adultos. O público vai contar com exposições, apresentações artísticas e musicais, projeto educativo, concertos, saraus, entre outras atrações.

“O Minas Tênis Clube é um dos mais acolhedores e relevantes espaços para Minas Gerais e o país. E vai ampliar sua contribuição se integrando ao Circuito Liberdade. Seu acervo e equipamentos culturais, como os dois cinemas, agora fazem parte do mais importante complexo cultural do estado”, afirmou o secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Marcelo Matte.

Localizado na sede do Minas I, na Rua da Bahia, o espaço possui área total de 1.556 m2. Compõem o Centro Cultural Minas Tênis Clube o Teatro, a Galeria de Arte, o Centro de Memória, duas salas multimeios e um café. Em processo de implantação, estão uma biblioteca, duas salas de cinema e um corredor de exposições temporárias.

Além do Centro Cultural Minas Tênis Clube, integram o Circuito Liberdade: Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, Centro de Arte Popular Cemig, Museu Mineiro, Arquivo Público Mineiro, Casa do Patrimônio Cultural, Centro Cultural Banco do Brasil, Espaço do Conhecimento UFMG, MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, Memorial Minas Gerais Vale, BDMG Cultural, Academia Mineira de Letras, Cefart Liberdade, Casa Fiat de Cultura, Palácio da Liberdade, e o Espaço Cultural Escola de Design – UEMG.