O Centro Materno-Infantil, em Betim, passou a ter, desde a tarde de quinta-feira (2), um heliponto. O espaço poderá ser usado por aeronaves que transportam pacientes graves do novo coronavírus.

O prédio fica ao lado do Hospital Público Regional e abriga o Centro de Cuidados Intensivos para a Covid-19 (Cecovid-4). Um elevador levará as vítimas diretamente ao pronto-socorro.

Para entrar em funcionamento, precisou da aprovação do Ministério da Defesa. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Guilherme Carvalho, ter um heliponto disponível para a rede do Sistema Único de Saúde em Betim significa poder salvar mais vidas.

"Este recurso possibilitará o atendimento a parturientes, principalmente aquelas cuja gravidez é de alto risco, recém-nascidos de baixo peso que necessitam de internação numa unidade de Neonatologia, além de vítimas de traumas que necessitam de um atendimento de urgência".