Adolescentes que cumprem medida socioeducativa de internação no único centro feminino do Estado, o São Jerônimo, participaram de oficinas de capoeira, teatro, fotografia, quick massagem, artesanato, turbante e tranças nesta semana como forma de desenvolver novas habilidades e interesses. A ação, desenvolvida pela unidade em parceria com o Coletivo Império do Samba, buscou reconhecer quais ações têm mais adesão das jovens para se tornarem atividades permanentes na unidade neste ano.

De acordo com terapeuta ocupacional do Centro Socioeducativo São Jerônimo, Tatiana Tironi, as adolescentes se identificaram muito com as propostas apresentadas e com os professores presentes. Nos dois dias de encontro, que aconteceram nesta terça-feira, 20.06, e quarta-feira, 21.06, a opinião das meninas foi ouvida e isso, garante a profissional, é muito importante para que elas se sintam valorizadas e participantes do seu processo individual de ressocialização.

“Ouvir os interesses e as demandas das próprias jovens é muito importante para que a gente possa ofertar algo que realmente faça a diferença na vida delas”, ressaltou Tatiana.

Maria Luiza*, 16 anos, cumpre medida na unidade e participou das mostras de oficinas. Ela disse estar “maravilhada” com tudo que aprendeu e afirma que todo o conteúdo apresentado é importante. “Todas as possibilidades são ótimas e nos ajudam a ver um novo horizonte que antes não era possível. A oficina de turbante foi ótima para nós que temos cabelo afro percebermos que podemos ficar lindas valorizando nossas raízes.”

Parceria

O Coletivo Império do Samba é uma associação cultural e social sem fins lucrativos que tem como objetivo levar cultura e promover oficinas e ações que contribuam para o desenvolvimento de comunidades. Busca gerar profissionalização para a população de baixa renda e trabalhar com crianças, adolescentes e idosos e grupos em estado de vulnerabilidade social.

A presidente do coletivo, Ana Luiza Anacleto, salientou que nos dois dias de atividades com as jovens percebeu que “todas têm muita esperança em um futuro melhor e que estão abertas ao aprendizado de algo novo que possa mudar o caminho delas”.

Já fruto da parceria entre a unidade e o Império do Samba, no início da semana, 12 adolescentes iniciaram um curso de maquiagem. Serão sete encontros semanais, nos quais as meninas aprenderão técnicas e estilos de maquiagem para ocasiões diferentes, vão conhecer melhor cada tipo de pele e, com isso, ter uma profissão quando terminarem de cumprir a medida.  

(Com Agência Minas)*