Cerca de 2 milhões de testes rápidos para detecção da Covid-19 vindos da China chegaram no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na região metropolitana, na tarde desta segunda-feira (1º). A expectativa é que parte do material seja destinado a um dos laboratórios do Estado, especializado na fabricação e comercialização de produtos para saúde.

Este é o segundo voo vindo do país asiático com itens essenciais para combate ao novo coronavírus. O primeiro lote chegou no dia 1º de maio com 1,46 milhão de testes rápidos destinados a empresas privadas, grandes distribuidores e órgãos públicos de diversas partes do Brasil.

O voo fretado da Azul Cargo Express saiu do Aeroporto Internacional de Qingdao Liuting, na província de Shandong, na China, e fez escala para abastecimento em Amsterdã, na Holanda. Foi utilizado todo o espaço da aeronave – desde o porão até os assentos e os bins (compartimentos superiores) – para o transporte do material. 

Aeroporto Internacional