Em função do feriado da Independência do Brasil, celebrado em 7 de setembro, o Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (Tergip), no Centro de Belo Horizonte, trabalha com a expectativa de aumento de cerca de 3% do público em relação a 2017. A previsão é de que aproximadamente 181 mil pessoas transitem pela rodoviária, no período de seis dias, começando nesta quarta-feira (5) e terminando na próxima segunda-feira (10). Estima-se que cerca de 3.500 partidas e mais de 4 mil chegadas sejam realizadas no terminal. A previsão é de que aproximadamente 93 mil passageiros deixem a capital mineira.

De acordo com a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), empresa que administra o terminal rodoviário, os dias de maior movimento para os embarques são quinta-feira (6), sexta-feira (7) e domingo (9), totalizando cerca de 55 mil embarques. Para os desembarques, os dias de maior movimento são quinta-feira (6), domingo (9) e segunda-feira (10), com aproximadamente 53 mil passageiros desembarcando. 

Os destinos mais procurados saindo da rodoviária de BH são as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, além das litorâneas como Guarapari e Conceição da Barra (ES), Porto Seguro e Prado (BA) e Cabo Frio (RJ). Em Minas, as cidades mais procuradas são Ouro Preto, Diamantina, Montes Claros, Governador Valadares, Viçosa, Conselheiro Lafaiete, São João del-Rei e Juiz de Fora.

Segurança

Segundo a Codemge, a rodoviária de Belo Horizonte conta com uma central de monitoramento por Circuito Fechado de Tevê (CFTV), com mais de 200 câmeras, que registram o que acontece nos espaços do terminal. Além do aumento da segurança, essa central vai auxiliar a fiscalização do tráfego de veículos no local. Os agentes de trânsito que atuarão nas áreas internas da rodoviária poderão aplicar multas aos motoristas infratores.

Trânsito

A BHTrans montou uma operação especial para garantir a fluidez do trânsito na região da rodoviária de Belo Horizonte. As mudanças no tráfego de veículos no local terão início nesta quinta-feira (7) e durarão até o domingo (9).

Será implantado um esquema especial para a chegada e saída das pessoas ao terminal, além de uma área de estocagem para os ônibus ao longo da avenida do Contorno, que vai regular o acesso à plataforma. Confira as alterações:

Plano de saída - dia 6 

Proibição de estacionamento

•    Avenida do Contorno, sentido horário, entre rua 21 de Abril e rua Curitiba;
•    Rua Rio Grande do Sul, entre avenida do Contorno e rua dos Tupinambás (somente lado direito);
•    Rua dos Caetés, entre avenida Olegário Maciel e avenida do Contorno, no sentido da via (lado direito), manter a regulamentação para motos;
•    Rua Saturnino de Brito, em toda a extensão, no sentido da via (lado direito), com desativação de carga e descarga;
•    Rua Paulo de Frontin, entre rua Acre e rua dos Guaranis, no sentido da via lado direito);
•    Rua Paulo de Frontin, entre rua dos Guaranis e praça Rio Branco, no sentido da via (lado direito);
•    Rua dos Caetés, entre rua Curitiba e rua da Bahia, no sentido da via;
•    Rua Espírito Santo, entre avenida Amazonas e avenida Santos Dumont, no sentido da via;
•    Rua Curitiba, entre rua dos Caetés e avenida Santos Dumont, no sentido da via;
•    Rua Curitiba, entre avenida Santos Dumont e rua dos Guaicurus. 

Fechamentos operacionais

•    Rua Paulo de Frontin com avenida Olegário Maciel, sob o viaduto B;
•    Rua Paulo de Frontin com rua Acre, somente trânsito local;
•    Rua Paulo de Frontin com rua dos Guaranis (com saída para a rua dos Caetés), permitindo a saída do estacionamento;
•    Rua dos Caetés com avenida do Contorno, canalização, criando direita livre.

Estacionamentos superior e inferior

    A saída do estacionamento superior será canalizada para acesso à rua dos Guaranis e/ou plataforma inferior e, veículos vindos da plataforma superior, para passagem pelo estacionamento inferior/contrafluxo na rua Paulo de Frontin. Essa saída em direção à rua 21 de Abril será a mesma para veículos que acessarem o estacionamento inferior e taxistas.

Plano de chegada - dia 9

•    Trechos da avenida do Contorno com rua Mato Grosso, rua dos Carijós, com ruas Rio Grande do Sul e dos Tupinambás e com rua dos Caetés receberão coneamento, na faixa à esquerda, junto à mureta do Ribeirão Arrudas, para controlar o estoque dos ônibus por ordem de chegada, com o objetivo de garantir a fluidez na avenida do Contorno;
•    Na avenida Olegário Maciel com rua dos Caetés, vindo do viaduto B, alça avenida Pedro II, será feito bloqueio operacional com desvio via rua dos Carijós, somente para ônibus rodoviário, com o objetivo de evitar que desrespeitem a fila de desembarque;
•    Na rua dos Tupinambás com avenida Olegário Maciel, será coibida a conversão à esquerda para ônibus rodoviário com o objetivo de evitar que desrespeitem a fila de desembarque. Esses ônibus deverão convergir à direita, acessando a rua dos Carijós até a avenida do Contorno;
•    Na rua dos Caetés com rua dos Guaranis, ônibus rodoviário indo do viaduto B – alça avenida Antônio Carlos deverá mudar de faixa (abertura da mureta do viaduto – alça avenida Pedro II), com o objetivo de acessar a avenida do Contorno para a fila de desembarque. Caso efetuado o fechamento na avenida Olegário Maciel com rua dos Caetés (descrito acima), esses ônibus deverão seguir na avenida e convergir à direita, acessando a rua dos Carijós até a avenida do Contorno;
•    Avenida do Contorno com rua 21 de Abril, os agentes devem garantir a fluidez na avenida do Contorno, em ambos os sentidos. Se o volume de veículos na avenida do Contorno for muito grande, serão alterados os tempos semafóricos, garantindo a fluidez na interseção;
•    Rua 21 de Abril com rua Saturnino de Brito, esse novo acesso poderá ser operacionalmente fechado, caso os estacionamentos fiquem lotados, devendo os veículos retornarem pelas pontes da avenida do Contorno (mantendo-se à esquerda);
•    Na rua Paulo de Frontin com avenida Olegário Maciel, serão priorizados o trânsito da rua Paulo de Frontin, devido ao grande número de ônibus com intenção de acessar a área de desembarque. Também serão ordenar os acessos à rodoviária, permitindo apenas ônibus e táxi. Os veículos que não queiram acessar a rodoviária deverão seguir pela avenida Olegário Maciel;
•    Rua Paulo de Frontin, entre avenida Olegário Maciel e rua Acre somente será acessada para trânsito local.
•    Ônibus "Rodoviária Desembarque" serão estocados na faixa à esquerda da avenida do Contorno (junto à mureta do Ribeirão Arrudas), preservando as conversões à esquerda na rua Rio Grande do Sul (mão inglesa) e rua dos Caetés, acesso para Corpo de Bombeiros e Restaurante Popular;
•    É de fundamental importância a priorização de saída de veículos da Rodoviária (táxi e ônibus) devido inclusive à poluição provocada pelos escapamentos e a geração de novas vagas para o embarque de táxi e o desembarque de passageiros dos ônibus.

Fila de táxi

Conforme a BHTrans, a fila de táxi seguirá para a rua Acre pela avenida Olegário Maciel, rua dos Tamoios, rua Rio Grande do Sul até no máximo a esquina com rua dos Tupinambás. Dentro da plataforma de desembarque, a operação de táxi será efetuada por duas filas, para diminuir o tempo de embarque.