Diferencial no currículo de profissionais das áreas de sistemas de informação e tecnologia, a certificação em variados softwares é um trunfo para quem tenta uma vaga no acirrado mercado de trabalho. Dominar as ferramentas, que estão em constante atualização, faz toda a diferença nos processos seletivos das grandes empresas. No entanto, a capacitação pode pesar no bolso dos que buscam o conhecimento.

Em algumas plataformas, há especializações que chegam a custar até R$ 10 mil. Diante das cifras que podem adiar essa formação, instituições de ensino superior se destacam ao oferecer o aprendizado na grade curricular. Em Belo Horizonte, a graduação em Sistemas de Informação das Faculdades Promove possibilita ao estudante a experiência com programas criados por seis marcas de renome internacional.

Segundo o professor João Carlos Peixoto, coordenador do curso, as especializações ofertadas são essenciais. “Ter a oportunidade de já cursá-las durante a graduação é uma chance de ouro para quem gosta e até mesmo quem já está na área de TI (Tecnologia da Informação).

Quem não tem acesso a capacitações diferenciadas durante a graduação precisa investir pesado; em algumas plataformas, há cursos que chegam a custar até R$ 10 mil

Atualizado

Em geral, as certificações mais procuradas são as ligadas às áreas de segurança de informações. Atualmente, destaca-se a chamada computação em nuvem, que trata sobre o armazenamento de dados.

No Promove, o estudante tem contato direto em cursos oferecidos por meio de parcerias com as empresas Cisco Networking, Dell EMC, Amazon, Oracle, Red Hat e Fortinet.

“São empresas de softwares e ativos de rede que treinaram nossos professores, qualificando-os para formar os alunos. Muitos dos nossos estudantes saem para estágios com conhecimentos que outras pessoas já formadas não têm”, garante Peixoto.

Consultorias especializadas reforçam que os profissionais atualizados na computação em nuvem e segurança de dados são os mais procurados pelo mercado na área de T.I., que sempre teve demanda de profissionais especializados. Principais empresas de recrutamento na área, a Hays tecnologia e a Robert Half, por exemplo, indicam que estes profissionais são os mais procurados pelo mercado.

Leia mais:

Lista de espera do ProUni já está disponível para consultas

Sine oferece 78 vagas de emprego em BH com salários de até R$ 2.400

Curso superior é diferencial para jovens conquistarem vaga de emprego