Chamas diminuem em prédio da prefeitura de Santa Luzia, na Grande BH, durante a manhã desta segunda-feira (28), porém, o incêndio continua. O fogo começou na sexta-feira (25), nas primeiras horas da manhã, após uma explosão. Equipes do Corpo de Bombeiros de três batalhões se revezam há mais de 72 horas para combater a queimada.

Bombeiros mantêm combate a incêndio que atinge prédio da prefeituraA prefeitura da cidade é hoje distribuída em um complexo de cinco prédios no bairro Frimisa, onde funcionou um frigorífico homônimo (o nome teve origem na sigla de Companhia Frigoríficos Minas Gerais S.A., instalada na década de 1950) considerado o maior da América Latina. O fogo atingiu o prédio 4, onde estão sediadas quatro secretarias: Meio Ambiente; Desenvolvimento Econômico; Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Urbano.

"As secretarias funcionam no primeiro andar, onde o fogo não chegou. Logo após identificarmos o incêndio, por volta das 7h de sexta-feira, acionamos os bombeiros. Assim que recebemos a informação de que se tratava de algo complexo, liberamos os funcionários e tiramos, por precaução, todos os equipamentos, como mesas e computadores", afirma o assessor da prefeitura, João Bosco.

A estrutura do local atingido é o principal motivo para a duração do incêndio. Como funcionava uma câmara frigorífica, as paredes possuem 60cm de espessura, com conteúdo todo revestido por isopor - material altamente inflamável. Segundo Bosco, os bombeiros adotaram um estratégia, na sexta-feira, de esperar o fogo se extinguir sozinho. No entanto, resolveram combater as chamas com água neste sábado.