Minas Gerais tem 90% de chance de adotar o lockdown em algumas cidades nas próximas semanas. O bloqueio total seria determinado para conter o avanço do novo coronavírus. A afirmação foi dada pelo governador Romeu Zema, nesta quarta-feira (24), em entrevista à TV Globo.

"Poderemos ter o lockdown, sim, mas em determinadas regiões onde a incidência está muito acima do que seria considerado adequado", disse. Na sexta-feira (19), a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) anunciou que estava preparando um protocolo deste confinamento. Procurada, a pasta informou que avalia todas as medidas preventivas e legais e que o documento passa “por ajustes”.

O governador também não explicou como o lockdown poderá ser feito. Vale lembrar que as prefeituras são responsáveis pelas diretrizes referentes às atividades econômicas. Na semana passada, a SES já havia informado o Governo faria uma recomendação às administrações municipais para o lockdown, quando necessário. Neste momento, a orientação é que apenas os serviços essenciais fiquem abertos.

Na quarta-feira (23), o secretário-adjunto de Saúde, Marcelo Cabral, informou que o Governo tem optado por um diálogo com os gestores de saúde nas cidades com situação mais crítica em relação ao número de casos e ocupação de leitos. Segundo ele, "por ora, não cogitamos o lockdown".

Medidas

Outras medidas mais "fortes" poderão ser adotadas em Minas, disse Zema na entrevista à Globo. Porém, não adiantou quais. "A partir de amanhã, para poder lembrar a população que, de certa maneira tem relaxado, nós estaremos adotando medidas mais fortes". Uma live está prevista para esta quarta-feira, às 21h, no Instagram do governador.