Chuva alaga avenidas, bloqueia acessos e deixa famílias fora de casa em Santa Luzia, na Grande BH

Renato Fonseca
rfonseca@hojeemdia.com.br
09/01/2022 às 11:31.
Atualizado em 10/01/2022 às 02:03
 (Renato Fonseca / Hoje em Dia)

(Renato Fonseca / Hoje em Dia)

As fortes chuvas que não dão trégua desde a última sexta-feira (7) deixam um rastro de destruição em Santa Luzia, na Grande BH. A maioria das ocorrências tem relação direta com o transbordamento do Rio das Velhas, que corta a cidade. A previsão é de mais precipitações pelo menos até terça-feira (11).

Famílias tiveram que deixar as casas e estão nas residências de parentes, amigos e abrigo improvisado pela prefeitura, na Escola Municipal José Augusto Resende (Av. Hum, 80 - Duquesa II). Ainda não há informações oficiais sobre o número de desabrigados e desalojados.

Várias vias foram bloqueadas, impedindo, por exemplo, o acesso à região conhecida como Parte Alta do município. As duas principais pontes – chamadas de Velha e Nova –, na Rua do Comércio e avenida Beira Rio, estão fechadas até mesmo para pedestres. Não há previsão de liberação.

Dentre os bairros mais atingidos estão Pantanal, Barreiro, Córrego das Calçadas e Boa Esperança. Nesse último, a avenida Raul Teixeira da Costa ""virou um rio" (veja fotos no final da matéria). Morando com a mulher e filhos há 20 anos na região, o aposentado José Rocha, de 67 anos, conta que esse é um dos principais estragos já vistos.

Vila Íris é inundada pelo rio das Velhas. casas estão submersas e famílias desabrigadas.Crédito: Facebook/Santa Luzia Já/Reprodução pic.twitter.com/LroFd5QVYU— Jornal Hoje em Dia (@jornalhojeemdia) January 9, 2022

A casa dele fica próxima a um barranco já comprometido. Os fundos, onde há criação de galinhas e patos, está com rachaduras no solo, já bastante enxarcado. A última noite foi de terror. "Não dormimos nada", resume o aposentado.

Próximo da residência dele, está a Ponte Velha, fechada desde a madrugada. O nível do Rio das Velha subiu tanto que água – barrenta e abarrotada de lixo – já bate na estrutura. "A sensação é que vai cair a qualquer momento. Essa ponte é muito antiga, as pessoas estão com medo", relata a comerciante Renata Abreu, de 36 anos.

Por nota, a Prefeitura de Santa Luzia informou que a Defesa Civil segue monitorando as áreas de risco e o nível do Rio das Velhas. O órgão recomenda que a população siga as normas de segurança e evite transitar em pontos de alagamento. Os atingidos devem fazer contato pelos telefones 199 (Defesa Civil), 991876329 (plantão do órgão) e 193 (Bombeiros).

Veja locais interditados em Santa Luzia:

  • Avenida Beira Rio sentido Sabará, logo após a Ponte Nova
  • Avenida Beira Rio no sentido Santa Luzia, próximo à Rua Duque de Caxias (acesso ao bairro Córrego das Calçadas)
  • Avenida Raul Teixeira da Costa nos fundos do bairro Boa Esperança (altura do acesso ao bairro Pantanal
  • Avenida Raul Teixeira da Costa no cruzamento com Rua Redelvim de Andrade (bairro Boa Esperança)
  • Avenida Pres. Venceslau Brás (atrás do posto Beira Rio)
  • Morro do Vésper (no bairro Moreira)
  • Ponte Velha e a Ponte Nova (rua do Comércio e Avenida Beira Rio)

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por