Ainda nesta segunda-feira (14) os impactos da chuva de sábado (12) podem ser observados na capital mineira. Os moradores do bairro Santa Lúcia, na região Centro-Sul, continuam sem energia elétrica, desde a madrugada de sábado. De acordo com a Cemig (Companhia de Energia de Minas Gerais), a expectativa é que o fornecimento seja restabelecido até a tarde desta segunda. Ao todo, 18 bairros ficaram sem luz por causa dos danos causados pela chuva, o principal deles é a queda de árvores.

Para tratar desse problema, o Corpo de Bombeiros ainda trabalha na remoção de árvores e galhos das vias de Belo Horizonte. Nesta segunda, a corporação foi acionada para fazer a remoção e corte de uma árvore que caiu sobre o muro de uma casa na rua Coronel Pedro Dutra, no Jaraguá, região da Pampulha. Um galho de grande porte também foi removido pelos bombeiros nesta segunda da rua Mercês, no Prado, na Oeste região da capital.

Já no bairro São Bento, na região Centro-Sul, uma árvore caída na rua Dr. Mário Pires prejudicava o acesso à via. Os bombeiros também atuaram no local. O Corpo de Bombeiros registrou 98 quedas de árvores em decorrência da chuva de sábado.

O leitor Eduardo Vieira flagrou a queda de uma árvore na rua Minueto, no Santa Amélia, região da Pampulha, e enviou para  o Portal HD. Segundo ele, o acesso à praça do Conjunto Elena Antipoff ficou prejudicada devido ao incidente. O espaço é usado pelos moradores da região e por alunos da Escola Municipal Professor Amilcar Martins, que, segundo o leitor, por sorte estão no período de férias e não frequentavam a praça quando a árvore caiu.


Mortes

O período chuvoso só termina em março, mas a Defesa Civil de Minas Gerais (Comdec) já registra o mesmo número de mortos de toda a temporada de chuva de 2011/2012. A 20ª vítima do período chuvoso de 2012/2013 foi a do encanador César Silva Pereira, de 35 anos. Ele foi arrastado pela correnteza ao tentar ajudar uma mulher que caiu em um ribeirão em Ipatinga, no Vale do Aço. O corpo dele foi encontrado nesse domingo (13).