Chuva deixa BH sob alerta de risco geológico; cidades mineiras têm possibilidade de deslizamentos

Marina Proton
mproton@hojeemdia.com.br
07/01/2022 às 11:07.
Atualizado em 10/01/2022 às 02:02
 (Lucas Prates/Hoje em Dia)

(Lucas Prates/Hoje em Dia)

A chuva que atinge Belo Horizonte desde o fim do ano passado deixa solos encharcados e aumenta o perigo de deslizamentos de terra. E diante ao volume de água previsto para os próximos dias, a Defesa Civil emitiu um alerta que deixa a capital mineira sob risco de alerta geológico até a próxima terça-feira (11). 

Em cinco regiões - Noroeste; Oeste; Leste; Centro-Sul e Barreiro - a atenção deve ser redobrada, já que o risco de desabamentos é mais alto. 

Diante do cenário, o órgão municipal recomenda atenção no grau de saturação do solo, sinais construtivos e cuidados com quedas de muros, além dos deslizamentos e desabamentos. 

Veja as recomendações para risco geológico:

  • Coloque calha no telhado da sua casa.
  • Conserte vazamentos em reservatórios e caixas-d'água.
  • Não jogue lixo ou entulho na encosta.
  • Não despeje esgoto nos barrancos.

Sinais de que deslizamentos podem ocorrer:

  • Trinca nas paredes.
  • Água empoçando no quintal.
  • Portas e janelas emperrando.
  • Rachaduras no solo.
  • Água minando da base do barranco.
  • Inclinação de poste ou árvores.

Previsão para os próximos dias

E a chuva não dará trégua aos belo-horizontinos. Segundo novo alerta emitido pela Defesa Civil, há possibilidade de tempestades de até 70 milímetros até a manhã de sábado (8). As precipitações podem vir acompanhadas de raios e rajadas de vento em torno de 50 km/h. 

Para hoje, a previsão meteorológica indica céu encoberto e pancadas de chuva de intensidade forte durante todo o dia. A temperatura máxima deve chegar aos 25°C, com umidade relativa do ar em torno de 85% à tarde. A mínima foi de 18°C.

Para os próximos dois dias, sábado e domingo (9), de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), segue a previsão de pancadas de chuva, com trovoadas isoladas e céu encoberto. 

Acumulado de chuvas

A região Centro-Sul de Belo Horizonte foi a mais atingida pelas chuvas nos primeiros sete dias do ano. Até a manhã desta sexta, a regional recebeu volume de água superior a 191 mm. Isso representa quase 60% do esperado para todo o mês de janeiro. 

Em outras seis regionais, o volume de água também já ultrapassa os 100 mm. Veja: 

  • Barreiro: 142 (43%)
  • Centro Sul: 191,3 (58%)
  • Leste: 160,2 (49%)
  • Nordeste: 110,8 (34%)
  • Noroeste: 146,6 (45%)
  • Norte: 89,6 (27%)
  • Oeste: 144,4 (44%)
  • Pampulha: 106,6 (32%)
  • Venda Nova: 94,2 (29%)

Média climatológica janeiro: 329,1 mm

Inmet emite alerta para outras regiões de Minas

Na manhã desta sexta, o Inmet emitiu um alerta de grande perigo para 212 municípios mineiros, incluindo Belo Horizonte e cidades da região metropolitana. De acordo com o comunicado, estes locais devem receber volume de água superior a 60 milímetros por hora ou 100 milímetros por dia, o que acarreta em grande risco de grandes alagamentos e transbordamentos de rios, e grandes deslizamentos de encostas. 

O alerta segue até a manhã de sábado. Até lá, o órgão orienta que a população desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia; observe a alteração nas encostas; permaneça em local abrigado e, em caso de situação de inundação ou similar, projeta os pertences envoltos em sacos plásticos. 

Em caso de ocorrências, é necessário acionar a Defesa Civil, pelo telefone 199, ou o Corpo de Bombeiros, pelo 193. 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por