A intensa chuva que cai sobre Belo Horizonte e região Metropolitana, na manhã deste domingo (13), deixou ruas alagadas e provocou a queda de árvores, muros e telhados em diversos pontos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros a queda de uma árvore na rua José Cândido da Silveira, no bairro Cidade Nova, obstruiu a via. No bairro Santa Luzia também houve a queda de uma árvore de grande porte.

No bairro São Cristóvão, região Nordeste da capital, um muro de arrimo desmoronou parcialmente ao lado de uma residência, impedindo a entrada no imóvel. Ninguém se feriu, mas existe o risco de novo desabamento.

Duas pessoas ficaram ilhadas sobre o capô de um carro no bairro Santa Inês, região Leste de Belo Horizonte, mas conseguiram sair e já estão em local seguro.

No bairro São Paulo, região Norte da capital, um veículo foi arrastado pela chuva e caiu em um córrego. Há risco de transbordamento ás margens do local. O dono do carro, que prefere não se identificar, conta que o veículo estava estacionado a cerca de 15 metros do córrego. "Em uns 5 minutos de chuva ele foi levado pela água pra dentro do córrego. Ele só não foi arrastado mais porque meus vizinhos ajudaram a amarrar o carro", conta.
 
O morador do bairro, Claudinei Fernandes Ribeiro, conta que a última enchente, "forte como esta", foi há 4 anos. "Mas sempre que chove o córrego sobe e gera transtornos".
 
Na rua Bom Jesus do Amparo, também no bairro São Paulo", o vento forte e a chuva destelharam o terraço da casa a comerciante Keila Mendes". "Por volta de oito horas começou a ventar, chover e em uns 10 minutos o telhado foi arrancado e jogado sobre os fios do poste. Ai começou a pegar fogo", conta, lembrando o susto que passou. Ela mora de aluguel, mais três pessoas. Toda a rua ficou sem energia elétrica por causa do ocorrido.
 
O Corpo de Bombeiros chegou a emitir alerta para o risco de inundação na rua Bernardo de Vasconcelos, próximo ao Minas Shopping. Em Betim, uma estrutura metálica de telhado de uma casa caiu sobre outras duas residências, no bairro Jardim das Alterosas. Há risco de desmoronamento e os bombeiros acionaram a defesa civil municipal.
 
Carro córrego
 
* Colaborou Aline Louise