Uma forte chuva atingiu Belo Horizonte e Região Metropolitana deixando vários pontos de alagamento e pessoas ilhadas no final da tarde e início da noite desta segunda-feira (10). 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, pelo menos 13 locais ficaram tomados pela água da chuva, além de oito ocorrências de pessoas ilhadas, sete de risco de desabamento ou desmoronamento e 11 de queda de árvores.
 
Houve registro de inundações em residências nos bairros Heliópolis e Novo Aarão Reis, na região Norte, e ao longo da avenida Cristiano Machado, mas ninguém ficou ferido.
 
Carros e ônibus também ficaram ilhados em ruas e avenidas da capital mineira. Na avenida Antônio Carlos, próximo à Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), duas pessoas ficaram ilhadas em um automóvel, no sentido Venda Nova. Outros veículos também ficaram alagados no local e várias pessoas ficaram ilhadas em uma agência do banco Mercantil do Brasil, no bairro São Francisco, na região da Pampulha.
 
A avenida Cristiano Machado também ficou alagada, próximo ao Anel Rodoviário, no bairro São Gabriel, região Nordeste. Além disso, a via também ficou inundada próximo à avenida Bernardo Vasconcelos. Em frente ao Minas Shopping, no bairro São Paulo, um ônibus com passageiros ficou ilhado.
 
As avenidas Atlântica e Presidente Tancredo Neves, no bairro Santa Terezinha, na Pampulha, também ficaram tomadas pela água. A entrada e o estacionamento do aeroporto da Pampulha ficaram completamente alagados e segundo os bombeiros, a chuva provocou vários danos no local. 
 
Na região Oeste, houve registro de pontos de alagamento nas avenidas Francisco Sá e Amazonas. Além disso, o córrego Sarandi ameaçou transbordar na altura dos bairros Serrano e Alípio de Melo, na região Noroeste.
 
O trânsito ficou complicado ainda na Via Expressa e na avenida Antônio Carlos por causa de semáforos desligados. Motoristas que passam pelo local devem ficar atentos já que não há previsão de quando será retomado o funcionamento normal dos equipamentos.
 
Energia
 
Segundo a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), consumidores estão sem luz nos bairros Alípio de Melo, Alto dos Pinheiros, Carlos Prates, Coração Eucarístico, Dom Cabral, João Pinheiro, Padre Eustáquio e Santa Maria, na região Noroeste de BH. Além disso, o bairro Progresso, em Contagem, também está sem energia.
 
Ainda conforme a companhia, não são os bairros inteiros que estão sofrendo com a falta de luz, mas apenas alguns consumidores. Ainda de acordo com a Cemig, a previsão é de que a energia seja reestabelecida ao longo da noite.
 
Alerta
 
A Defesa Civil emitiu mais cedo alerta de chuva forte para BH e Região Metropolitana. Por volta das 18h30, o órgão atualizou a informação aumentando em 30mm a previsão de chuva. 
 
O maior volume de chuva foi registrado nas regiões Norte e Noroeste, com 65,2 e 60,2 mm. Na região Nordeste choveu 57,2 mm e 41,4 mm na Pampulha. Nas demais regiões, a chuva foi mais branda.
 
Segundo o órgão, pode chover até 60mm até o final da noite desta segunda-feira na região. As pancadas devem ser acompanhadas de descargas elétricas e rajadas de vento e a população deve ficar atenta às áreas de alagamento e regiões de encostas e morros.
 

Atualizada às 20h20