Tempestades que atingem Belo Horizonte desde o começo da noite desta segunda-feira (18) já provocaram alagamentos e interdições de vias pela capital. De acordo com o acumulado de chuva emitido pela Defesa Civil, apenas a região Norte ainda não superou a previsão para o mês de outubro.

De acordo com o órgão, quatro pontos da cidade já registram alagamentos e foram fechados para o trânsito de veículos. Na Centro-Sul, o cruzamento da rua Joaquim Murtinho com a avenida Prudente de Morais foi fechado devido aos riscos de transbordamento no córrego do Leitão.

O mesmo acontece com o Ribeirão do Onça, na região Nordeste; córrego Ressaca (Pampulha), Ferrugem e o ribeirão Arrudas, no Barreiro e Oeste de BH.

Com isso, as avenidas Tereza Cristina e Heráclito Mourão de Miranda e a rua Areia Branca estão com circulação limitada. Na avenida Francisco Sá, na região Oeste, registros de alagamento mostram a via totalmente coberta pela água, impedido a passagem de veículos.

De acordo com a BHTrans, diversos semáforos na capital estão funcionando em flash. A empresa alerta os motoristas para as condições climáticas a possibilidade de acidentes, especialmente nos cruzamentos em que a sinalização está fora do ar. Na avenida Francisco Sales, no bairro Floresta, região Leste de BH, as imagens mostram muita chuva e veículos passando em velocidade reduzida, devido à pista molhada.

Por volta das 20h desta segunda, todas as regionais de Belo Horizonte tinham registro de chuva, conforme gráfico divulgado pela Defesa Civil. 

O Corpo de Bombeiros também tem registros de ocorrências relacionadas à chuva em Belo Horizonte e nas saídas para a Região Metropolitana. No bairro Horto, região Leste da capital, a corporação foi acionada após o desabamento de parte do teto de um cômodo da recepção de uma maternidade. O acidente não fez vítimas, e os militares já estão no local para comandar vistorias que devem determinar o risco.

Na Via Expressa, próximo ao bairro Coração Eucarístico, região Noroeste de BH, um ponto de alagamento fez com que motoristas parassem no acostamento por não conseguirem prosseguir. Segundo os Bombeiros, um homem que passava pelo local estaria ilhado em um poste. A corporação também está indo até o local para atender a vítima e ajudar os motoristas.

Esta matéria está em atualização.