Policiais do Distrito Federal (PM DF) se envolveram em uma perseguição a uma viatura do Corpo de Bombeiros retirada sem autorização por um agente do quartel de Taguatinga, na região metropolitana de Brasília, na madrugada desse domingo (3).

As informações preliminares diziam que poderia se tratar de um atentado terrorista, mas a polícia nega e diz que a motivação do crime só será confirmada após análise dos depoimentos do suspeito. 

Segundo a PMDF, o veículo foi interceptado por um agente do corpo de bombeiros que seguia, por volta de 1h30, na via Estrutural, com direção ao Plano Piloto. Ao ver os policiais, o homem deu início a uma fuga que durou cerca de 30 minutos. 

Ao chegar próximo à Praça dos Três Poderes, onde estão os edifícios do Congresso Nacional, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal, militares do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam) dispararam contra os pneus do veículo. Conforme a PM, não havia ninguém no local no momento. 

Com as rodas furadas, o carro foi recuperado e o condutor foi retirado e conduzido ao quartel do Corpo de Bombeiros, onde recebeu voz de prisão.