A Advocacia-Geral da União (AGU) anunciou nesta segunda-feira (3) que fechou um acordo com a mineradora Vale para que a empresa pague R$ 129,5 milhões para a Previdência Social em função dos gastos com as vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho, ocorrido em 2019. 

De acordo com o órgão, o valor é referente aos gastos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) com 273 benefícios previdenciários pagos a funcionários da Vale e a seus dependentes, como aposentadorias por invalidez, auxílio doença e pensões por morte. Segundo a AGU, o pagamento será feito em parcela única e evita o ajuizamento de ações na Justiça para recebimento dos valores. 

A barragem se rompeu em janeiro de 2019, resultando em 270 mortes e na destruição de casas. O Corpo de Bombeiros ainda procura 11 pessoas desaparecidas.

Leia mais:
Vale realiza adoção virtual de animais resgatados em Brumadinho
Justiça determina indenização de R$ 3,5 milhões à família de funcionário da Vale