Solidariedade e alegria alimentam a ceia de Natal no principal restaurante popular de Belo Horizonte, no Centro da cidade. Milhares de pessoas se reúnem para celebrar o feriado no local e aproveitar uma boa refeição até as 14 horas. A fila, que dá a volta em todo o quarteirão, é grande, mas quem participa do almoço garante que a festa vale a pena.

O cardápio conta com arroz, feijão, farofa natalina, lombo ao molho de laranja, maionese, fruta e suco. Com 2,5 toneladas de comida arrecadada, a prefeitura planeja servir cerca de 4 mil refeições gratuitas. 

Cliente fiel do restaurante popular, a faxineira Marlene Miranda de Almeida, de 62 anos, faz questão de ir ao almoço de Natal pelo clima de comunhão. “Já como aqui todos os dias, mas hoje é especial, tem muito amor entre as pessoas. Moro na rua e já ganhei até presente! É um esforço de caridade”, comenta.

Quem se voluntaria para trabalhar na festa também garante sair renovado da ceia. “É uma energia muito positiva que nós doamos. Viemos para alegrar as pessoas e somos alegrados por elas, na verdade. Estou muito grata pelos sorrisos que conseguimos despertar”, diz a jornalista Ludimila Guimarães, de 29 anos, que fotografa o almoço vestida de palhaço para brincar com o público. 

Presentes

Além de comida gostosa e gratuita, a alegria também é garantida com música, palhaços, mímicos, e presentes para as crianças. Yandara dos Santos, de 6 anos, foi pela primeira vez no restaurante popular e se surpreendeu com a pilha de mais de mil brinquedos arrecadados pelos 160 voluntários. 

“Não sabia que ia ter presente, quero muito uma boneca bebê para brincar de mamãe e filhinha”, diz a pequena, que ganhou abraços, beijos e até comida do Papai Noel. O educador social, Mário de Assis, de 58 anos, representa o bom velhinho na ceia popular há mais de duas décadas. "Quando vejo esse monte de brinquedos todos doados fico pensando: cadê a crise? O amor e a misericórdia vencem qualquer percalço", observa.

Não conseguir um número suficiente de presentes para todas as crianças que participariam do almoço era uma preocupação do diretor dos restaurantes populares de Belo Horizonte, Wellemy Nogueira. Mas na última semana, a prefeitura foi surpreendida pela enorme quantidade de doações recolhidas. "Embora seja uma festa muito grande, foi ótimo organizar esse Natal. Os voluntários são muito comprometidos e envolvidos", afirma. 

Serviço
Almoço de Natal no restaurante popular do Centro
Avenida do Contorno, 11.484
De 11h às 14h
Entrada gratuita