A Polícia Civil anunciou nessa segunda-feira (5), a prisão preventiva de um homem de 23 anos suspeito de tentar matar um guarda municipal de Belo Horizonte, no fim de setembro. O crime aconteceu em Contagem, na Região Metropolitana de BH, enquanto a vítima trabalhava como motorista de aplicativo de transporte.

As investigações da PC, conduzidas durante o mês de outubro, encontraram ligação entre o crime e um outro roubo contra um motorista de aplicativo no mesmo mês; ambas as vítimas reconheceram o suspeito. 

Tentativa de homicídio 

O guarda municipal de 37 anos, que trabalha no município de Belo Horizonte, foi baleado no braço e na cabeça por volta das 23 horas do dia 30 de setembro, no bairro Jardim Laguna, em Contagem. A vítima estava trabalhando como motorista de aplicativo de transporte e seguia para atender uma senhora, quando foi atingido pelos disparos e acabou perdendo o controle do veículo.

A contratante do serviço presenciou tudo e acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A vítima foi levada para o hospital da cidade, onde uma equipe da Guarda Municipal de Belo Horizonte compareceu para prestar apoio ao colega.

Segundo o boletim de ocorrências registrado pela Polícia Militar, a carteira, telefone celular e outros itens da vítima estavam no automóvel. As investigações do caso foram conduzidas pelo delegado Saulo de Tarso, da 7ª Delegacia de Polícia Civil de Contagem.

Leia mais:
Guarda municipal é baleado durante trabalho em aplicativo de transporte