Após ser adiada por um ano por conta da pandemia da Covid-19, a 26ª edição da CasaCor Minas, maior mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo do Estado, será aberta ao público na próxima terça-feira (14). Pela segunda vez consecutiva, o evento será realizado no Palácio das Mangabeiras, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, até 17 de outubro.

Em 2021, a atração, inaugurada durante cerimônia para convidados nesta quarta-feira (8), terá o tema "A Casa Original". A ideia é levar o participante a refletir sobre o retorno às origens, buscando na ancestralidade e na simplicidade o equilíbrio necessário entre o passado e o futuro. Ao todo, são 47 ambientes concebidos por 71 profissionais e montados em um espaço de 12 mil metros quadrados.

“A inspiração para o conceito surgiu antes mesmo da pandemia, que trouxe como principal consequência, a ressignificação da nossa relação com a casa, inaugurando uma série de novas reflexões sobre o morar contemporâneo”, explicou o diretor da CasaCor Minas, Eduardo Faleiro.

Ainda em meio à crise sanitária que se instalou em março de 2020 no país, ele garante que a mostra será realizada com os devidos protocolos sanitários. "Queremos oferecer entretenimento de forma segura para os participantes, dispondo de restaurantes, cafés e bares, todos abertos e bem ventilados”, afirma.

Apostas

A inauguração da CasaCor teve a presença do governador Romeu Zema.“É o momento em que todos nós estamos buscando estar em lugares ao ar livre, bonitos e aconchegantes. O turismo em Minas tem crescido de forma exponencial nas últimas semanas. Espero que tudo isso venha complementar trazendo turistas, criando empregos e dando mais felicidade para um povo que sofreu tanto nesses últimos 18 meses”, destacou.

Também presente na cerimônia, o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, afirma ter boas expectativas com a mostra. "Eventos como esse são muito bem-vindos, porque precisamos recolocar a capital no turismo nacional. Minas é o Estado que mais cresce na área e isso é muito positivo. Que a CasaCor inaugure um novo tempo; que Belo Horizonte se consolide como exemplo. A experiência cultural, talvez, seja o maior atrativo num cenário de pós-pandemia, e esse evento é um claro exemplo dessa experiência cultural”, disse.

Além disso, o gestor acredita que o evento é uma forma de ressignificar o Palácio das Mangabeiras, dando destinação para o uso coletivo. Patrimônio histórico antes restrito à moradia da família dos governadores mineiros, o atual chefe de Estado abriu mão de viver no local. Hoje, o espaço está sob gestão da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), que realiza obras de infraestrutura, restauro, recuperação, manutenção e vigilância do imóvel.

Ingressos

Os ingressos para a atração, que já faz parte do calendário oficial da capital mineira, podem ser adquiridos pelo site com horários específicos para controlar o público presente e garantir a segurança de todos os participantes.

Os valores variam de R$ 70 a R$ 75. Idosos, estudantes, professores, crianças e adolescentes pagam meia-entrada.

Sobre a CasaCor Minas

A CasaCor é reconhecida como a maior e melhor mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas e reúne, anualmente, renomados profissionais. Em 2021 chega à sua 26ª edição em Minas Gerais e com mais de 20 eventos nacionais (Alagoas, Bahia, Brasília, Campinas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Interior de SP, Litoral de SP, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina) e seis internacionais (Miami, Peru, Chile, Equador, Bolívia e Paraguai).

Confira a galeria com algumas fotos do espaço:

Leia mais:
Contas da Cemig podem ser pagas pelo Pix; saiba como usar a ferramenta