Só em dezembro, 74 encostas deslizaram na capital mineira devido às intensas chuvas que atingem o estado. O número é quatro vezes maior do que o registrado nos dois últimos meses. Entre outubro e novembro, também no período da primavera, a Defesa Civil registrou 18 escorregamentos de terra.

As fortes rajadas de vento durante os temporais também foram responsáveis por jogar abaixo 41 muros em Belo Horizonte neste mês. Outros 54 ainda correm risco de desabar. Até o momento, já choveu mais do que o previsto para todo o mês de dezembro em quatro regionais da capital: na Oeste (117%), na Noroeste (114%), no Barreiro (102%) e na Centro-Sul (101%). Pampulha e Venda Nova também estão próximas de ultrapassarem a meta. 

Chuva

As águas devem continuar a rolar ainda neste sábado (9). A Defesa Civil emitiu novo alerta de pancadas de chuva, válido até 8h de domingo (10). Os moradores do município podem se preparar para chuvas fortes, de curta duração, com raios e ventos com velocidade que pode chegar até 50 km/h. 

Uma das principais recomendações de segurança é que as pessoas evitem áreas que costumam inundar, como as próximas aos córregos e ribeirões, e não transitem em ruas que têm sinalização de alagamento. Não estacionar os carros embaixo de árvores também é essencial. De 1º de outubro a 9 de dezembro, 32 árvores desabaram em Belo Horizonte e outras 131 correm risco de cair.