A 15ª edição do programa "Aliança Pela Vida" no Anel Rodoviário, em Belo Horizonte, realizada nesta quarta-feira (16), terminou com 43% dos veículos com alguma irregularidade constatada. Comandada pela Polícia Militar Rodoviária (PMRV), a ação vistoriou 57 veículos pesados e autuou 25.

O número, apesar de alarmante, é menor do que a média registrada desde que o programa começou, em dezembro de 2017, segundo dados da Via 040, concessionária que adminstra o trecho de 10 km, entre os bairros Califórnia e Olhos D’Água, no qual as blitze costumam ser feitas. Desde então, foram fiscalizados 737 veículos, dos quais 503 (68%) apresentaram algum tipo de irregularidade. Entre os motivos das autuações, lavradas pela PMRV, estão pneus ‘carecas’, para-brisas trincados, para-choque amassado, ausência de fita refletiva de segurança, lentes de lanternas e faróis quebrados, e problemas no sistema de freios, como lonas desgastadas.

Nesta quarta, a ocorrência de destaque ficou por conta de um caminhoneiro que transportava madeira nativa sem nota fiscal e duas motosserras sem registro. O veículo também apresentava mau estado de conservação e o motorista ainda foi autuado pela Polícia Ambiental.

Pente-fino

O projeto Aliança Pela Vida foi lançado em 2017 e teve sua primeira ação realizada no dia 11 de dezembro daquele ano. A intenção dos responsáveis pelo projeto - PMRV, Via 040 e Prefeitura de Belo Horizonte - era realizar pentes-finos periódicos em veículos pesados que trafegam pela região. As blitze são realizadas pela PMRV com o apoio da Via 040.

Durante as abordagens de fiscalização, a PMRv verifica toda a documentação necessária de veículos e também dos condutores. Ao mesmo tempo, especialistas da Via 040 realizam uma inspeção mecânica e elétrica completa, como o sistema de freios, por exemplo, visando minimizar os riscos relacionados ao mau estado de conservação dos veículos pesados. Além da inspeção minuciosa, os dados levantados pelos técnicos são usados para embasar campanhas educativas que serão realizadas em empresas transportadoras e junto a motoristas autônomos que mais utilizam o trecho.

Entre as campanhas já realizadas, a Via 040 destacou duas feitas no ano passado, uma em empresa de produtos alimentícios, localizada em Ribeirão das Neves, na RMBH, e uma de refrigerantes, em Itabirito, na região Central de Minas, ambas com grande contingente de caminhoneiros.