A criação de uma conta no Instagram com ameaças a alunos de uma escola estadual em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, causou pânico entre pais de alunos em duas escolas na cidade. Um vídeo publicado na rede social, de acordo com a Secretaria de Educação municipal, trazia as ameaças a pelo menos cinco alunos e aos pais de alguns deles e marcava um ataque para esta quinta-feira (13). A administração municipal, por sua vez, garante que se trata de um boato.

Os alunos ameaçados na rede social são da Escola Estadual Francisco Firmo de Matos, no bairro Eldorado. O medo, no entanto, se espalhou também para a escola municipal Vasco Pinto da Fonseca. Segundo a prefeitura de Contagem, a proximidade entre os dois prédios e o contato entre os alunos das duas instituições pode ter sido responsável pela divulgação da ameaça. A informação chegou aos pais dos estudantes, que procuraram a direção da escola por esclarecimentos.

A Secretaria de Educação afirmou que, mesmo acreditando se tratar de um boato, já tomou atitudes para prevenir para que nada aconteça na escola administrada pela prefeitura. Agentes da Guarda Municipal e a direção da escola estiveram nas salas de aula na manhã desta quarta-feira (12) conversando com os alunos e esclarecendo que se trata de um boato e pedindo que os estudantes evitem espalhar a informação.

Outra conversa está prevista para esta quinta-feira, quando também acontece um torneio de futebol promovido pela guarda na escola Vasco Pinto da Fonseca. Segundo a secretaria, a segurança será reforçada tanto dentro quanto fora do prédio da escola e a guarda poderá, se necessário, revistar as mochilas dos estudantes.

Já a Secretaria de Estado de Educação (SES-MG), responsável pela gestão da Escola Estadual Francisco Firmo de Matos, afirmou que tomou as medidas cabíveis logo que soube da ameaça e que as polícias Militar e Civil já estão investigando o caso. Em nota, a pasta informou que "a unidade escolar está funcionando normalmente e que as Polícias Militar e Civil, bem como a Guarda Municipal de Contagem, seguem com o apoio presencial nas proximidades da escola".

A Polícia Militar também foi acionada e reforçou que a ameaça se trata de um boato. Mesmo assim, de acordo com o major Walison Santos, comandante da companhia responsável pelo policiamento na região das escolas, os militares estão cientes e já atuam no sentido de prevenir ocorrências. "Estivemos nas escolas e colocamos o policiamento escolar à disposição no local, e também estamos realizando patrulhamentos mais frequentes e controlando mais a entrada e a saída das unidades, mas pelas nossas investigações, não passa de um boato", reiterou. Sobre os pais e alunos ameaçados no vídeo, o major orientou que as vítimas formalizem uma denúncia junto à Polícia Civil.

Recorrência

Esta não é a primeira vez que uma escola de Contagem sofre uma ameaça do tipo. Em março deste ano, um jovem de 19 anos foi preso suspeito de ameaçar alunos da  Escola Estadual Israel Pinheiro através de redes sociais e aplicativos de mensagem. 

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, a Escola Municipal Sócrates Mariani Bittencourt também foi alvo de ameaças. Um grupo teria sido criado para ameaçar estudantes da instituição e causou pânico entre pais e alunos pouco depois do massacre em Suzano, no interior de São Paulo, onde dois assassinos mataram oito pessoas.

Leia mais:
Jovem de 19 anos é preso por ameaçar alunos e funcionários de escola de Contagem