O Corpo de Bombeiros localizou nesta quinta-feira (11) mais um corpo em meio à lama em Brumadinho, na Grande BH, onde a barragem B1 da Mina Córrego do Feijão da Vale se rompeu em janeiro deste ano.

De acordo com a corporação, o cadáver foi encontrado no Remanso 2, a três metros de profundidade. Apesar de somente uma das pernas estar faltando, o corpo já se encontrava em estado avançado de deterioração e não foi possível identificar o sexo ou idade provável da vítima.

A área onde os militares encontraram o corpo já havia sido apontada como de alta relevância, ou seja, com alta probabilidade de encontrar vítimas. As predições que indicam essa probabilidade são feitas a partir do cruzamento de uma série de dados, que levam em consideração desde o comportamento da onda de lama até a proximidade que os desaparecidos estavam de vítimas já encontradas no momento do rompimento.

Os militares retiraram o corpo e o encaminharam ao Instituto Médico Legal (IML). Mesmo com o novo resgate, os números de mortos e desaparecidos permanece inalterado até que a Polícia Civil conclua os trabalhos de identificação. Até o momento, 248 pessoas foram identificadas e outras 22 permanecem desaparecidas.

Leia mais:
Bombeiros acreditam em celeridade para encontrar mais corpos em Brumadinho com estratégia de buscas
CPI de Brumadinho recebe documentos que provariam negligência da Vale sobre risco em barragem