"O amor venceu, e é bom demais quando o amor vence", comemora o produtor de eventos Diego Henrique Barroso, de 35 anos, ao falar sobre seu casamento drive-in com a contadora Débora de Oliveira Castro, 29, na noite do último sábado (27). Os pombinhos não deixaram que a Covid-19 impedisse a celebração da união, que já foi adiada três vezes em virtude do vírus, e apostaram na criatividade para realizar o sonho de dizer o famoso "sim" no altar.

Débora e Diego

"O amor venceu", celebra Diego

O casal já tinha o histórico de um romantismo cheio de surpresas. A ideia do casamento drive-in veio justamente em uma delas, quando Débora montou um cinema ao ar livre para Diego em uma quadra de futebol. "No Dia dos Namorados de 2020, fiz uma surpresa para o Diego. Aluguei uma quadra de futebol – que com a pandemia estava fechada – e fiz um cinema ao ar livre", relata a contadora. Como não queriam mais adiar o sonho de ter a benção de Deus, o casal adaptou a ideia para o "casamento drive-in".

A primeira a "entrar na onda" foi a cerimonialista, depois vieram os fornecedores, mas tudo com a mais rígida segurança para todos. A celebração foi realizada dentro da igreja Nossa Senhora da Divina Providência, na região da Pampulha, para 30 convidados, entre padrinhos, avós e pais. Já no estacionamento, outra parte dos convidados e amigos estavam distribuídos entre 50 carros e puderam acompanhar a celebração em tempo real por meio de um telão. Quem não estava presente, pôde prestigiar o momento mais importante da vida do casal por uma transmissão no youtube.

casamento

Cerimônia foi exibida em um telão do lado de fora da igreja

Na chegada, motoristas e passageiros recebiam um kit com álcool em gel, máscaras e uma caixinha indivivual com doces. As crianças ainda ganharam kits para colorir. "Foi tudo pensado para garantir a segurança e a saúde da nossa família e amigos. Nos sentimos queridos e, de certa forma, 'abraçados' por todos que embarcaram na nossa ideia e acompanharam a cerimônia no local ou pela internet. 

Lua de mel 

O casal agora vive na expectativa da lua de mel que, por enquanto, ficou para 2022. "Se Deus quiser, até lá a pandemia já terá terminado, e vamos comemorar nosso aniversário de 1 ano de casamento lá", finaliza a contadora.

Diego e Débora

Casamento ocorreu no último sábado (27)

Predestinados 

O produtor de eventos lembra que conheceu a amada quando ainda era criança, em Venda Nova. Mudou-se  para o Prado, na região Oeste de Belo Horizonte. e ficou 14 anos por lá. Quando voltou para Venda Nova, eles se reencontraram. Com a repercussão do casamento, o produtor brinca que está se sentindo famoso. "Estou como um artista, tendo de responder várias mensagens. Hoje estou vendo como famoso sofre”, finaliza, dando risadas.

Debora e Diego

Débora e Diego em viagem

(*) Estagiária, sob supervisão da editora Cássia Eponine

Leia mais:
Do disco voador à vitória no Grammy Latino: confira entrevista com o compositor Telo Borges
Festival exibe gratuitamente filmes infantis em plataforma on-line