A Defesa Civil de Minas atualizou na manhã deste domingo (26) os dados de desaparecidos no Estado durante os incidentes provocados pelas chuvas dos últimos dias. Agora, são 21 pessoas ainda não encontradas pelas forças de segurança; 37 morreram.

São três desaparecidos em Alto Caparaó, um em Belo Horizonte, um em Carangola, um em Conselheiro Lafaiete, oito em Espera Feliz, três em Luisburgo, três em Manhuaçu e um em Pedra Bonita. A Grande BH e a Zona da Mata são as regiões mais afetadas.

A atualização só foi feita no número de desaparecidos, a contagem de mortos em decorrência das tempestades que atingem o Estado desde quinta-feira (23) continua em 37.

Mais da metade das mortes aconteceu na Grande BH, onde foi registrado na sexta-feira (24) o maior volume de precipitações da história. O levantamento confirma oito óbitos na capital; seis em Betim, cinco em Ibirité e um em Contagem. No interior, as ocorrências fatais se concentraram na Zona da Mata.

Entre os desalojados, a Defesa Civil já registra 13.687 mineiros, os desabrigados são 3354

Leia mais:
Defesa Civil prorroga alto risco geológico em todas as regiões de BH até a próxima sexta-feira
Bombeiros encontram a sétima vítima e encerram buscas na Vila Bernadete
Ministro revela 'força-tarefa', promete celeridade no repasse de verbas, mas não indica prazos