Duas grandes ações agitam o mês de agosto no Circuito Liberdade, em Belo Horizonte. A Semana do Patrimônio, que será realizada entre os dias 17 e 22/08, e o Mês da Cozinha Mineira, que terá início no dia 13/8 e se estende até 19/9.
 
A Semana do Patrimônio, evento que ocorre anualmente sob coordenação do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG), vai celebrar o Dia do Patrimônio com uma programação cultural diversificada. Com o apoio da Appa - Arte e Cultura e em parceria com os equipamentos culturais do Circuito Liberdade, o evento tem o tema "Caminhos do Patrimônio: contemporaneidade e novos horizontes", uma oportunidade para reflexão sobre os 50 anos das políticas de patrimônio cultural no estado e construção de novos caminhos.

Restaurante

Mês da Cozinha Mineira vai tratar do tema como expressão cultural do povo mineiro e identidade de Minas Gerais e terá várias atividades nos espaços culturais do Circuito Liberdade

Já o Mês da Cozinha Mineira vai tratar do tema como expressão cultural do povo mineiro e identidade de Minas Gerais e terá várias atividades nos espaços culturais do Circuito Liberdade: mostra de cinema, workshops, bate-papos e lives com conteúdos relevantes para quem deseja compreender a importância da cozinha mineira para a cultura e o turismo do estado. A programação completa dos eventos será divulgada em breve no site www.circuitoliberdade.mg.gov.br.
 
Exposições
 
Ainda em agosto, outro destaque é a nova exposição temporária do Museu Mineiro, que integra o Circuito Liberdade: intitulada “Amigas da Cultura”, a mostra celebra a doação de 44 peças do acervo da Associação Amigas da Cultura para a instituição. Os itens já podem ser vistos na Sala de Exposições Temporárias II. O acervo doado ao museu é formado principalmente por peças de arte sacra como esculturas de santos, oratórios e imagens, além de objetos cerimoniais: ostensórios, patenas, resplendores, ornamentos de santos, altares e parte do teto de uma igreja de Rio Acima - MG.
 
Outra exposição que pode ser conferida no mês de agosto, presencialmente e em formato virtual, é a “E eu não sou uma mulher?”, do BDMG Cultural. As artistas Lucimélia Romão e Jessica Lemos apresentam uma série de fotoperfomances e instalações, com destaque para temas e questões caras às mulheres negras, como colorismo e impactos do racismo e de diversas opressões.
 
A Fundação Clóvis Salgado também estreia uma mostra virtual. Por meio da Escola de Tecnologia da Cena do Centro de Formação Artística e Tecnológica (CEFART), a Mostra Labirinto, composta por uma incursão virtual em instalações artísticas e pílulas performáticas tem como mote a mitologia do labirinto, divulgando os trabalhos realizados pelos alunos durante o curso. Ela pode ser vista no site da FCS e Canal da FCS no Youtube.

Reaberturas 

Após o decreto da Prefeitura de Belo Horizonte autorizando o retorno das atividades presenciais dos espaços culturais, publicado no início de julho, já reabriram as portas para visitas presenciais os seguintes equipamentos: Museu Mineiro, Centro de Arte Popular, Museu dos Militares Mineiros, Fundação Clóvis Salgado, BDMG Cultural, CCBB BH, Centro Cultural Unimed BH, Arquivo Público Mineiro, Biblioteca Pública de Minas Gerais e Museu das Minas e do Metal. Os outros espaços do Circuito Liberdade continuam fechados, porém seguem com ampla programação virtual.
 
Confira aqui a programação de agosto dos espaços culturais.

(*) Com informações da Agência Minas

Leia mais:
Justiça de BH nega pedido de vínculo trabalhista de motorista de empresa de app
Após denúncias de irregularidades, vereadores de BH fazem visitas técnicas aos Cersams