A Polícia Civil comunicou, nesta quinta-feira (14), a exoneração do coordenador de Operações Policiais do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (COP/Detran-MG), delegado-geral Claudio Freitas Utsch Moreira. A corporação afirmou que o servidor teria praticado irregularidades enquanto ele ocupava o cargo, suspeitas que foram levantadas após o vazamento de áudios que indicam fraudes em operações coordenadas por ele.

A decisão foi deliberada por unanimidade pelo Órgão Especial do Conselho Superior da PCMG, após a divulgação dos áudios. O material, agora, vai ter sua veracidade apurada pela Corregedoria-Geral de Polícia Civil, que ainda será responsável por individualizar a autoria e as condutas irregulares mencionadas nos áudios.

Em nota, a PCMG reiterou que tem o "compromisso institucional de promover a devida apuração da grave denúncia, pois suas ações e atos sempre são pautados nos princípios da legalidade, moralidade, oficialidade e publicidade, não coadunando com nenhum tipo de desvio de conduta de seus servidores". 

A reportagem do Hoje em Dia entrou em contato com Claudio Freitas Utsch, mas ainda não obteve retorno.