Belo Horizonte observa um crescimento de casos de Covid-19 entre pessoas que viajaram recentemente. A informação foi dada pelo secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado, durante coletiva na tarde desta sexta-feira (18).

A preocupação já tinha sido manifestada pelo Sindicato dos Lojistas (Sindilojas). “Tememos que as notificações subam na capital mineira, que hoje está com o número de doentes controlado. Mas se os casos crescerem, tem sempre a possibilidade de fechar novamente o comércio, e mais um fechamento o comércio não aguenta”, destacou o presidente da entidade, Nadim Donato.

Segundo o presidente da Sociedade Mineira de Infectologia, Estevão Urbano, casos de viajantes estão chegando, inclusive, às UTIs. “Eu estou tratando pessoas que viajaram, se contaminaram e, sem doenças preexistentes, estão graves”, disse o médico, que também integra o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 da capital.

coletiva

O secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado

Para o secretário Jackson Machado, essas pessoas não estariam observando as medidas preventivas. “Elas são válidas em qualquer lugar”.

Ainda de acordo com Machado, se as notificações do novo coronavírus aumentarem, como um todo, não se descarta um novo fechamento na cidade. “Caso o índice piore, pode haver um retrocesso à fase anterior ou até mesmo só permitir o serviço essencial”.

Leia mais:
Comerciantes de BH temem 'importação' de Covid e novo fechamento das lojas
Clubes de lazer e Feira Hippie voltam a funcionar na próxima semana em BH
Polícia faz exumação de corpo de cabeleireira que morreu após lipoescultura