A greve dos transportadores de combustíveis de Minas e mais cinco estados, iniciada nessa quinta-feira (21), já reflete em desabastecimento de postos de combustíveis de Belo Horizonte e região metropolitana, causando filas e transtornos aos motoristas da região.

Diante do sentimento de "caos" provocado pela paralisação, o Hoje em Dia enumerou as principais dúvidas sobre o movimento.

Veja a seguir o que se sabe sobre a greve e como ela pode te afetar:

1- Qual o motivo da greve?

De acordo com o Sindicato dos Tanqueiros de Minas (Sindtanque-MG), o que está sendo reivindicado, além da redução do imposto do diesel e demais combustíveis, é a manutenção das políticas das refinarias e do governo de Minas

2- Quando começou?

A greve se iniciou na madrugada desta quinta-feira (21) e perdura até o momento.

3- Até quando vai durar?

De acordo com o Sindtanque-MG, a greve continua por tempo indeterminado.

4- Há postos sem gasolina em Belo Horizonte?

Em vários postos de combustíveis da capital há filas que chegam a atrapalhar o trânsito. Em alguns casos, já falta gasolina e etanol. 

5- Devo correr aos postos para abastecer meu carro?

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado (Minaspetro) recomenda evitar correria às bombas. "É justamente essa ação que pode causar e agravar o desabastecimento", disse em nota.

6- Quais as consequências da greve?

Com a paralisação, todas as regiões do Estado estão sendo prejudicadas, segundo o Minaspetro. Com caminhões parados, bloqueando parcialmente as rodovias, combustíveis deixam de ser entregues em diversos postos. Além disso, outras atividades que esperam matérias-primas e produtos essenciais, como alimentos, também podem ficar desabastecidas.

7- Quantas greves houve esse ano?

Em 2021 os caminhoneiros do transporte de combustíveis de Minas já fizeram outras duas paralisações. A primeira, em fevereiro, e a segunda durante o feriado de 7 de Setembro.

8- Outros estados do país também estão fazendo greve?

Além de Minas, estão participando da paralisação São Paulo, Espírito Santo, Goiás, Rio de Janeiro e Bahia. 

Leia mais:
Postos de BH amanhecem com filas e sem gasolina; sindicato pede para evitar corrida às bombas
Falta gasolina em postos de BH e região metropolitana após início da greve dos tanqueiros