A fiscalização para combate às festas clandestinas será reforçada durante o feriado de Ano Novo em Belo Horizonte. A informação foi dada pelo secretário Municipal de Saúde da capital, Jackson Machado, durante coletiva de imprensa nesta quarta-feira (30). A decisão faz parte das medidas de enfrentamento à pandemia da Covid-19 na cidade. 
 
No início de dezembro, as festas de Réveillon já estavam suspensas em BH, sem concessão de alvarás para realização das comemorações. Diante disso, a preocupação com os eventos clandestinos.  “A fiscalização será acentuada nos próximos dias. Não tem liberação, não tem nenhum alvará concedido para ninguém fazer festa de réveillon. Por isso, haverá sim fiscalização para inibir que essas comemorações aconteçam”, disse o representante da pasta. 

Durante a coletiva, Jackson aproveitou, ainda, para pedir que os belo-horizontinos tenham consciência e não façam aglomerações durante as festividades de Ano Novo. 

“A gente pede, sabendo que é muito difícil ficarmos longe das pessoas que a gente gosta, mas a gente pede. Que o ato de amor seja se afastar. É muito importante que, nesse momento, a gente preserve as pessoas com quem a gente convive, que a gente ama. Uma festa é só uma festa e pode acontecer a qualquer hora. Pode acontecer quando todo mundo estiver vacinado. Então é hora de ter responsabilidade e demonstrar que se preocupa com o outro”, finalizou.

Leia mais:
'Uma das decisões mais difíceis que tomamos', diz Kalil sobre não fechamento de Belo Horizonte
Não vai fechar: Kalil dá uma semana para BH reduzir números da Covid-19