‘Foi contra minha vontade’, diz vereador de BH, Nikolas Ferreira, após tomar vacina da Covid

Vivian Chagas (*)
@vivisccp| Especial para o Hoje em Dia
05/11/2021 às 14:13.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:11
 (Reprodução/Instagram)

(Reprodução/Instagram)

O vereador de Belo Horizonte, Nikolas Ferreira  (PRTB), afirmou, durante a gravação do “Bora Podcast”, que teve que tomar a vacina da Covid-19 “contra a sua vontade”.

“Eu vou tomar porque está sendo imposto. Inclusive, a primeira dose eu já tomei, senão não ia dar tempo do meu compromisso”, afirmou durante a conversa.

O parlamentar, que frequentemente se manifesta contra a vacinação para combater a Covid, declarou que continua com a mesma posição a respeito das medidas de prevenção contra o coronavírus e que decidiu se vacinar para conseguir realizar uma viagem a trabalho para a Europa, em janeiro de 2022, sem especificar para qual objetivo.

“Prometeram 90% (de eficácia), depois 80%, depois 50%. Está igual a bateria do meu iPhone”, acrescentou, rindo, o vereador. 

O parlamentar bolsonarista também comentou sobre o episódio em que foi barrado no Cristo Redentor por não apresentar o comprovante de vacinação contra Covid-19 e afirmou que o decreto estadual do Rio de Janeiro é “irracional” e “inconstitucional”.

Compartilhar
Logotipo Hoje em DiaLogotipo Hoje em Dia

Fale conosco: (31) 3253-2207

ASSINEDigitalATENDIMENTO AO ASSINANTEBelo Horizonte 31 3236-8000Interior 31 3236-8000
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por