O desentendimento sobre o pagamento de um programa sexual foi o que levou Farlei Gonçalves Teixeira a ser assassinado em 2017, em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O corpo da vítima foi encontrado, cerca de sete dias depois do desaparecimento, já em estado avançado de decomposição.

O inquérito sobre o caso foi concluído e apresentado nesta quinta-feira (29) pela Polícia Civil da cidade. Quatro homens foram indiciados e presos pelo crime. Um deles confessou e detalhou a dinâmica dos acontecimentos.

Segundo as investigações, a vítima teria se encontrado em um bar com os suspeitos, onde o grupo estaria bebendo cerveja e usando cocaína. Durante a madrugada, os cinco teriam saído para ter relações sexuais em um local ermo na região do bairro Nova Pampulha, atrás de um campo de futebol.

Após o ato, a vítima e os suspeitos teriam discutido por causa do pagamento do programa, o que levou os homens a agredirem Farlei até a morte com pauladas e pedradas.