Um homem de 41 anos foi preso, na manhã desta sexta-feira (28), após ter sido denunciado por estuprar uma jovem de 19 anos, na região da Pampulha, usando o carro de um policial civil.

Segundo Saulo de Castro, delegado que comanda o caso, o homem abordou a vítima em um ponto de ônibus no bairro Bandeirantes, a ameaçou com uma arma e a levou para um rua deserta, onde abusou dela sexualmente. Ao libertá-la, o suspeito afirmou que era policial e que o crime não traria nenhuma consequência para ele. O homem ainda levou o celular, R$ 200 e os documentos da moça.

"A vítima conseguiu anotar a placa do carro na própria perna e essa informação nos levou ao registro no nome de um policial civil", detalhou o delegado. Com os dados em mãos, a polícia conseguiu localizar o policial, que prontamente apresentou os documentos de transferência do veículo com firma reconhecida, com data de dez dias antes do crime. Os agentes, então, foram à loja que comprou o carro e pegaram o nome do suspeito.

Os responsáveis pela agência, de acordo com Castro, confirmaram que, ao vender o carro, instruiram o homem a transferir prontamente a titularidade do veículo, porque ele pertencia a um policial. "O homem se aproveitou da situação e cometeu o crime", observou o delegado. A prisão foi feita em Contagem, no endereço de trabalho do suspeito. Segundo o delegado, ele admitiu de imediato que havia cometido um crime.

A jovem foi atendida no hospital Odilon Behrens e teve acesso ao tratamento preventivo oferecido em casos de estupro. O suspeito vai ser investigado por estupro e roubo.