Três homens acusados de estupro e roubo em Santa Bárbara do Tugúrio, no Campo das Vertentes, foram condenados a penas superiores a 20 anos de prisão nessa quinta-feira (30), em segunda instância.

O crime aconteceu em janeiro de 2017, quando os condenados invadiram a casa de uma adolescente, amarraram seu parceiro e a estupraram várias vezes sob ameaças. Depois de golpeá-la com um pedaço de pau, os criminosos ainda cortaram o cabelo da vítima bem curto e roubaram diversos pertences do casal. Toda ação foi fotografada e filmada.

Um deles foi condenado a 25 anos e seis meses; outro a 20 anos e cinco meses; e o terceiro, que era irmão do parceiro da adolescente e foi identificado como mandante, a 28 anos e dois meses.

De acordo com o depoimento da jovem, ela já havia sido assediada pelo cunhado, que dizia ser melhor parceiro para ela. Já seu companheiro, irmão do mandante, afirmou que já havia denunciado o acusado há sete anos por roubo de gado na região, o que teria sido mais uma motivação para o crime.

No recurso, os réus alegaram que a adolescente não era mais menor de idade no momento do crime e já vivia com um homem mais velho. Além disso, a defesa sustentou que não houve perícia técnica para comprovar o estupro.

Quanto ao roubo, os envolvidos disseram que não foram apreendidos objetos que demonstrassem a materialidade do delito ou as armas que teriam sido utilizadas no crime. Diante disso, requereram a absolvição, mas os desembargadores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) mantiveram a condenação da comarca de Barbacena, onde o caso foi julgado em primeira instância.

(Com TJMG)