O comércio de Belo Horizonte vai abrir de segunda a sexta-feira a partir da próxima semana. Restaurantes poderão atender ao público para o almoço, das 11h as 15h, sem a venda de bebida alcoólica. As praças da capital também estão liberadas. Já os bares não estão autorizados nesta etapa.

O anúncio foi feito pelo prefeito Alexandre Kalil na tarde desta quinta-feira (20). "Se estamos fazendo isso é porque temos a responsabilidade que nesta cidade ninguém morreu por falta de assistência", disse. 

Porém, o prefeito afirmou que a situação da pandemia ainda é crítica na metrópole e não descarta fechar novamente a cidade se os dados da Covid-19 piorarem. "Esta é possibilidade real", destacou Kalil.

Nesta nova fase, salões de beleza têm permissão para funcionar de terça a sábado.

No lazer, os moradores poderão novamente usufruir das praças públicas. "A partir de hoje já ordenei a retirada das grades, inclusive da Lagoa da Pampulha", explicou o chefe do Executivo.

Já os parques, no entanto, não voltam por agora. Segundo Kalil, as unidades estão se reorganizando para receber o público.

Leia mais:
Após veto, vereador apresentará novo projeto de lei para regulação de drive-ins em BH
BH pode perder até 1,2 mil bares e restaurantes por causa do fechamento imposto pela pandemia