Moradores relatam pânico na hora do deslizamento de terra em Ouro Preto

Vivian Chagas
@vivisccp
13/01/2022 às 11:45.
Atualizado em 18/01/2022 às 00:53
 (Reprodução/Redes Sociais)

(Reprodução/Redes Sociais)

O casarão Solar Baeta Neves, do século XVIII, na Praça da Estação, em Ouro Preto, na região Central de Minas, ficou totalmente destruído após um deslizamento de terra no Morro da Forca, na manhã desta quinta-feira (13). Moradores que estavam próximos ao local narraram momentos de pânico. 

Deslizamento destrói casarão e causa pânico e correria em Ouro Preto; veja vídeo pic.twitter.com/ixUx9IBeY5— Jornal Hoje em Dia (@jornalhojeemdia) January 13, 2022

O Inspetor da Guarda Municipal, Higor Bittencourt, junto com a Defesa Civil, conta que recebeu informações de que o Morro da Forca estava apresentando trincas e caindo um pouco de terra. Imediatamente se deslocaram ao local e foi feito um isolamento total da área, o que preveniu a vida da população.

“Você ver um desastre de perto assim com estouro dos fios é assustador. Graças a deus quem estava próximo estava em uma área segura e isolada, mas o pânico é inevitável", relatou.Higor Bittencourt 

Inspetor estava próximo ao local quando houve o deslizamento

A faxineira Rosângela Martins, de 45 anos, estava dentro de um ônibus na Praça da Estação quando presenciou a cena. “Teve muita gritaria, pânico e pessoas que estavam próximas ao local correndo. Foi uma verdadeira cena de terror. Ninguém imaginava que a queda seria dessa proporção”, relatou.

O historiador e fotógrafo Peterson Bruschi, de 35 anos, estava fazendo imagens aéreas do local, já que havia sido notificado da movimentação de terra, quando se deparou com a situação. “Infelizmente perdemos um casarão do século XVIII, que é uma joia rara da cidade. Mas, felizmente, a Defesa Civil chegou antes e retirou as pessoas próximas ao local”, contou.

O estudante de engenharia mecatrônica Matheus Freitas, de 24 anos, passou próximo ao local minutos antes do ocorrido, quando a área ainda estava sendo isolada. “Eu não imaginava que a queda seria dessa magnitude toda. Pelo que falaram, parecia algo bem menor. Fiquei assustado quando recebi as notícias e os vídeos, o susto é muito grande”, disse.

Deslizamento

O Coordenador de Defesa Civil da cidade, Neli Moutinho, havia avisado instantes antes que o local seria interditado para análise e pedido para que as pessoas não transitassem na região devido ao risco. Ainda de acordo com o órgão, o solo estava encharcado por conta das fortes chuvas que atingiram a cidade nos últimos dias.

Segundo informações iniciais divulgadas pelo Corpo de Bombeiros, a vistoria na região já estava sendo realizada desde às 9h25. Não há vítimas e o local está isolado. 

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por