Depois de registrar vários acidentes envolvendo linhas com cerol e chilenas em Belo Horizonte, agentes da Guarda Municipal realizam, nesta sexta-feira (6), na avenida dos Andradas, bairro Pompeia, uma blitz da campanha Cerol Mata. Antenas de proteção estão sendo instaladas nas motocicletas que não tem o equipamento.

Os agentes alertam para o risco de ferimentos graves e até de morte que o uso de linhas cortantes para empinar papagaios representa, além de destacar as punições que a brincadeira criminosa pode acarretar para os responsáveis. 

Além das ações educativas, a Guarda Municipal também realiza abordagens preventivas em busca do material ilegal. Somente neste mês, cerca de 70 latas com linha chilena ou cerol foram apreendidas.  No ano passado, o saldo total de apreensões, de julho a dezembro, chegou a 2.032 latas.

Outras ações

Entre janeiro e julho deste ano, já foram registrados 25 acidentes envolvendo com cerol ou linha chilena na capital mineira. Apesar de menor do que no mesmo período do ano passado, o índice ainda preocupa devido à gravidade que os acidentes podem ter, como foram os casos do motociclista morto em Contagem e dos danos causados pela linha cortante no helicóptero do Corpo de Bombeiros.

A Polícia Militar também tem trabalhado em campanhas educativas contra o uso das linhas cortantes e, na última quinta-feira (5), lançou um vídeo alertando a população e ensinando cuidados aos motociclistas, que são mais susceptíveis a sofrerem acidentes desse tipo. Confira o vídeo: