Subiu para quatro o número de mortes causadas pela tromba d'água que passou por Nicolândia, distrito de Resplendor, na última sexta-feira (18). Agentes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil reiniciaram as buscas durante a manhã e encontraram o corpo de Rita de Fátima Rufino, de 42 anos.

Segundo a PM, os trabalhos continuam para encontrar a última desaparecida, Maria Cotinha, 64. As outras pessoas que perderam a vida na tragédia foram Roberto Carlos Rufino, 46, Herminio Gomes, 64, e Hildo Damasceno, de 73. 

Histórico

A passagem da tromba d´água deixou um rastro de destruição em Nicolândia. Conforme os bombeiros, 151 moradores ficaram desalojados e outros 127 desabrigados. No total, 117 casas foram atingidas, sendo que 42 foram destruídas. Ainda segundo a corporação, seis residências correm risco de desabamento.

As chuvas provocaram estragos também em Aimorés, outra cidade do Vale do Rio Doce, porém sem vítimas. Segundo informações da Defesa Civil estadual, houve alagamentos e danos a estruturas públicas. Pela proximidade com Resplendor, e por não ter ocorrido mortes ou desaparecimentos de pessoas, a mesma equipe que está em Resplendor acompanha a situação em Aimorés.

Em Mendes Pimentel, uma ponte que dá acesso a Governador Valadares caiu. Em Itueta, duas pontes que dão acesso a comunidades rurais também caíram. O acesso ocorre apenas por pessoas a pé ou com a utilização de motocicleta.

Leia mais:
Buscas por vítimas de tromba d'água que deixou mortos em Resplendor são reiniciadas
Chuva deixa três mortos e dois desaparecidos em Resplendor
Temporal devasta distrito de Resplendor, no Vale do Rio Doce