O número de mortos no rompimento da barragem da Vale em Brumadinho subiu para 134, sendo 120 identificados pelo IML. Segundo boletim divulgado pela Defesa Civil nesta segunda-feira (4), 199 continuam desaparecidos. Os localizados são 394.

Na manhã de as buscas por desaparecidos na tragédia em Brumadinho foram remanejadas da região onde ocorreu o rompimento para o leito do rio Paraopeba, a 8 quilômetros de distância. O objetivo, conforme o tenente e porta-voz do Corpo de Bombeiros, Pedro Aihara, era preservar as equipes devido à possibilidade de deslocamento de resíduos do rejeito. 

Nesta segunda-feira, uma média de 400 a 450 militares, sendo 200 mineiros, e os demais da força nacional, e de outros estados, estão no município. O tenente não informou, no entanto, quantos estão mobilizados no momentos. 

A previsão é de que os trabalhos normalizem no início da tarde.

Leia mais:
Sirene toca na madrugada e assusta moradores em Brumadinho
Homem é preso por uso de drone em zona quente de buscas em Brumadinho
Aos poucos, a lama vai matando o Rio Paraopeba