Notou cobrança abusiva do combustível no posto de gasolina? Saiba como e onde denunciar

Vivian Chagas (*)
@vivisccp | Especial para o Hoje em Dia
22/10/2021 às 15:55.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:06
 (Lucas Prates/Hoje em Dia )

(Lucas Prates/Hoje em Dia )

A greve dos tanqueiros em Minas Gerais não apenas causou o desabastecimento e enormes filas nos postos onde ainda tinham combustíveis. Com a paralisação, os preços desses produtos foram nas alturas. Um levantamento do Hoje em Dia apontou que a gasolina comum estava sendo vendida a quase R$ 7 em alguns estabelecimentos de Belo Horizonte.

O aumento, considerado, abusivo, pode ser denunciado pelo consumidor. Uma das formas de relatar o desrespeito é acionar a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e informar o endereço do posto.Marcello Casal jr/Agência Brasil

É possível, ainda, ligar para o número 0800 970 0267 e fazer o relato pelo site.

O consumidor também tem a opção de denunciar o preço abusivo no Procon do Estado, por meio do telefone 151. Em Minas Gerais, basta acessar este link.

A recomendação é tirar uma foto dos letreiros que anunciam o valor e exigir a nota fiscal do abastecimento. Esses registros podem ser usados como provas.

Compartilhar
Logotipo Hoje em DiaLogotipo Hoje em Dia

Fale conosco: (31) 3253-2207

ASSINEDigitalATENDIMENTO AO ASSINANTEBelo Horizonte 31 3236-8000Interior 31 3236-8000
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por