Os pais de uma menina de 11 anos denunciaram à Polícia Civil um estupro sofrido pela criança durante a exibição de um filme na biblioteca de uma escola da cidade de Juiz de Fora, na Zona da Mata.

A menina contou à polícia que quando a professora apagou as luzes da biblioteca para passar o filme, um adolescente de 12 anos a obrigou a praticar sexo oral nele. De acordo com ela, o garoto ameaçou a família dela caso se negasse a praticar o ato. A criança ainda relatou que uma outra menina que estava na sala também viu o que aconteceu, mas também foi ameaçada caso contasse a alguém.

Segundo a delegada Carolina Magalhães, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e responsável pela investigação, o caso teria acontecido na semana passada, mas a menina só contou aos pais nessa segunda-feira (10), quando eles denunciaram o ato à polícia. "O menino teria começado a pedir dinheiro a criança e a ameaçá-la caso ela não desse, foi aí que ela e a irmã mais velha contaram o ocorrido aos pais", detalhou.

"Foi instaurado um procedimento para apurar o ato infracional análogo ao delito de estupro de vulnerável, já que não podemos chamar de crime por se tratar de um suspeito menor de idade", explicou a delegada. De acordo com Magalhães, a família da criança pediu uma medida protetiva contra o menor suspeito do ato, solicitação que foi encaminhada à Vara da Infância. 

Até o momento, somente a vítima e os pais dela foram ouvidos pela Polícia Civil. A delegada informou, no entanto, que os responsáveis pela escola, a professora e as testemunhas serão ouvidos na próxima semana.