A Polícia Militar (PM) de Nova Serrana, Centro-Oeste de Minas, procura um homem suspeito de assassinar, na noite desse domingo (16), uma mulher de 57 anos, proprietária de um bar no bairro Planalto. De acordo com a corporação, ele teria assaltado o estabelecimento e, insatisfeito com o dinheiro que a mulher entregou, disparou quatro vezes. Parentes acusam o ex-companheiro da vítima como possível culpado. 

Uma testemunha contou aos policiais que o homem entrou no bar, anunciou o assalto, mostrou um revólver prata e pediu todo o dinheiro que estava no caixa. A proprietária, então, entregou uma quantia, mas foi agredida e assassinada em seguida. Os tiros atingiram a testa, os ombros e a barriga da vítima, de acordo com a perícia. Após o crime, o suspeito fugiu em um Ford Focus, de cor prata.

A PM, o Corpo de Bombeiros e o Samu foram acionados. Ainda no local, os médicos presentes constataram que a mulher já estava morta.

Suspeita de feminicídio

A PM informou ainda que, nas buscas pelo suspeito, parentes da vítima relataram que ela estava sofrendo ameaças de um ex-companheiro, que não estaria satisfeito com o término do relacionamento. Um parente disse aos policiais que o homem afirmava que "se ela não fosse feliz com ele, não seria feliz com ninguém".