O prefeito de Naque, no Leste de Minas, Hélio Pinto de Carvalho (PSDB), conhecido como Hélio da Fazendinha, foi assassinado a tiros na manhã deste sábado (13), por volta das 8h, após uma briga. O suspeito é o vereador Marcos Alves de Lima (PDSC), que foi preso em Governador Valadares, após fugir de carro.

O prefeito chegou a ser levado para um hospital em Ipatinga, cidade vizinha, mas não resistiu. O corpo de Hélio foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) e será velado na Câmara Municipal de Naque. 

A Polícia Civil investiga a morte e está ouvindo o vereador em delegacia de Governador Valadares. "Testemunhas estão sendo ouvidas e ainda não há informações sobre a motivação do crime", diz a nota da corporação.

Surpresa

Moradores da cidade de 6,9 mil habitantes estão assustados com o assassinato. "Não esperava que os dois saíssem em briga, até porque nós não tínhamos conhecimento de desavenças entre eles", disse o comerciante José Coelho Ramalho, de 36 anos, que tem uma sorveteria próxima à prefeitura. 

José relata que os dois se desentenderam por conta de uma cerca. O vereador estaria tentando expandir o próprio terreno. "O prefeito bateu no Marcos com um chicote e ele logo sacou uma arma e atirou", relata. "Todo mundo em Naque está comentando o caso, foi uma surpresa". 

O governador Romeu Zema divulgou nota de pesar lamentando o ocorrido e pedindo às forças de segurança "empenho na rápida elucidação do crime". "O governador se solidariza com familiares, amigos e com os moradores de Naque", diz o texto.