Secult e Cemig SIM assinam acordo para fornecer energia a empresas de Turismo

Agência Minas
27/10/2021 às 17:01.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:08
 (Reprodução/Cemig SIM)

(Reprodução/Cemig SIM)

As ações de retomada do Turismo em Minas Gerais também passam por questões que envolvem a sustentabilidade do setor. A Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) e a Cemig, por meio do projeto Cemig SIM, assinam, nesta quinta-feira (28/10), um acordo de cooperação técnica para facilitar o acesso do trade turístico à energia limpa. A solenidade será às 10h, na sede da Associação Comercial e Empresarial de Minas (ACMinas), no Centro de Belo Horizonte.

Por meio da iniciativa, empreendedores do Turismo no estado terão condições facilitadas para adquirir energia solar, um recurso renovável e sustentável. A comercialização será feita pela Cemig Sim, empresa do grupo Cemig que pratica preços mais competitivos no mercado. Com a consolidação dessa parceria, a cadeia produtiva do Turismo terá acesso a descontos.

De acordo com a subsecretária de Turismo, Milena Pedrosa, a iniciativa é extremamente importante para estimular tanto a oferta quanto a demanda turística em Minas Gerais, que tem se destacado como destino no contexto de retomada das atividades no país. Ela ainda destaca que o apoio de outros setores garante uma ação efetiva para que o Turismo no estado continue colhendo bons resultados.

“Cada vez mais, o coletivo tem feito a diferença no setor turístico de Minas, e a cada parceria ou acordo firmado, somos capazes de impulsionar e fortalecer nossas ações para a retomada das atividades. Essa cooperação técnica entre a Secult e a Cemig Sim vai beneficiar uma rede enorme, composta por hotéis, pousadas, restaurantes entre outros empreendimentos. Dessa forma, vamos contribuir para a reestruturação e a reabertura do trade turístico em nosso estado”, explica.

O presidente da Cemig SIM, Diogo Gusmão, reforça que a assinatura do acordo auxiliará, ainda mais, na recuperação econômica do setor. "Poder contribuir com a Cultura e o Turismo do estado, nesse momento de reabertura, oferecendo energia limpa e sustentável, beneficiará toda a economia mineira. Com o auxílio da energia solar, os empreendedores mineiros passam a ter mais uma alternativa para reduzir o impacto do custo com a conta de luz”, indica.

Parceria com a ACMinas

Além da assinatura do termo de cooperação técnica, a Secult e a ACMinas também firmam parceria para oferecer atividades de capacitação aos trabalhadores do Turismo. O objetivo é garantir a profissionalização do setor. A formação de marketing de destino é voltada para a promoção de Minas Gerais como roteiro turístico.

O acordo contempla, entre outras ações, a promoção e a capacitação de empresários a respeito da concessão de incentivo fiscal destinado a projetos artísticos-culturais no estado; a realização de rodada de negócios para o setor da Cultura e a aproximação dos profissionais da área com potenciais empresas incentivadoras.

Além disso, por meio da parceria com a ACMinas, também serão oferecidos, gratuitamente, aos associados e às micro e pequenas empresas, palestras, minicursos e treinamentos voltados para os temas de Gestão Empresarial, Inovação, e-Commerce e Marketing Digital. As formações serão efetivadas pelos programas de capacitação da ACMinas “DNA Empreendedor” e “Lapidar”, ambos realizados em parceria com o Sebrae-MG e com consultorias em Marketing e Finanças.

“O turismo é um importante agente transformador de economias e sociedades, promove inclusão social e gera oportunidades de emprego e renda. Pretendemos colaborar para mitigar os efeitos negativos causados no setor, em decorrência da pandemia, por meio do cursos de capacitação”, explica o superintendente da ACMinas, Luís Paulo Costa.

Reviva Turismo

A retomada do setor em Minas Gerais tem gerado resultados sólidos desde que o Programa Reviva Turismo foi implantado. Segundo dados do Observatório do Turismo de Minas Gerais (OTMG), desde junho deste ano, mais de 12 mil novas vagas de emprego na área foram preenchidas, assim como, em agosto, outros 5 mil postos de trabalho foram criados.

O programa Reviva Turismo colocou como meta o aumento de 100 mil empregos na área em 15 meses. Em três, o estado já alcançou 12% desse montante. Outro indicador que ganha destaque nesse cenário é o de movimentação nos aeroportos. Em Belo Horizonte, o fluxo de viajantes em agosto superou os 670 mil turistas, como aponta o OTMG, que também indica mais de 2 milhões de viajantes pelo estado no mesmo mês.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por