Três homens, de 30, 34 e 36 anos, são suspeitos de roubar uma mulher de 54 anos no crime "saidinha de banco" na região central de Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O crime aconteceu no dia 3 de outubro, mas os suspeitos fugiram do local. Os dois mais velhos já haviam sido presos na capital no dia 14 de novembro, já o terceiro foi localizado em Lagoa Santa no dia 18. Os mandados de prisão pelo crime, no entanto, foram cumpridos no sistema prisional. 

Segundo o delegado Flávio Rabello Teymeny, titular da Delegacia em Lagoa Santa, o suspeito de 30 anos estaria no interior da agência monitorando a vítima, que realizou um saque no valor de R$ 2,8 mil. Ele avisou aos outros dois quando a mulher deixou o local. Os outros estavam em uma moto, sendo que um deles desceu e roubou a bolsa da vítima.

Um grupo de motoqueiros, que estava próximo ao banco, abordou os suspeitos quando percebeu a ação criminosa. Os dois evadiram a pé, deixando para trás a motocicleta usada no crime. A moto foi apreendida e, durante consulta, foi verificado que pertencia ao suspeito de 34 anos. Ele, posteriormente, inclusive, chegou a registrar boletim de ocorrência de roubo do veículo.

A suspeita da Polícia Civil, após investigar os três, que são de Belo Horizonte, é de que eles estejam envolvidos em outros roubos na capital e em outras cidades da RMBH. "O modo de agir era sempre o mesmo: uma pessoa escolhe a vítima dentro da agência e comunica a saída para os comparsas que se encontram na rua, e a abordam, noticiando o crime", explicou o Delegado.