Além de Belo Horizonte, Uberaba e Uberlândia, no Triângulo Mineiro, sofreram graves consequências por causa das fortes chuvas que atingiram os municípios nessa quinta-feira (6). 

A situação em Uberlândia foi mais crítica. Os bairros mais atingidos na cidade, segundo o Corpo de Bombeiros, foram o Tibery e o Umuarama, além da parte rural entre Udi e Araguari, onde os ventos ultrapassaram 40 km/h durante a tempestade. 

Os militares relataram o princípio de destelhamento de um edifício, desplacamento de asfalto em ruas e a queda de diversas árvores, inclusive algumas sobre carros. Por sorte, ninguém ficou ferido.

Em apenas quarenta minutos de precipitação, os bombeiros tiveram que interditar preventivamente locais onde a enxurrada tomou conta das calçadas. Todas as guarnições de Uberlândia foram mobilizas no atendimento às ocorrências.

Susto

Em Uberaba, foram registradas 12 quedas de árvores, segundo a prefeitura da cidade. A Defesa Civil ainda registrou um deslizamento de imóvel no bairro de Lourdes, perto de um outro imóvel que havia desabado no domingo (2). O local já estava interditado pelo órgão. A cidade está sob alerta geológico para o risco de desabamentos e deslizamentos.

Uma pequena ponte também foi interditada após a chuva de quinta-feira. Ela passará por reparos. "Vale destacar que a Secretaria de Serviços Urbanos da Prefeitura de Uberaba atuou em todas as ocorrências, para a retirada das árvores e limpeza dos locais, assim como nos reparos nas vias", informou a prefeitura, em nota.

Leia mais:
Defesa Civil de Uberaba emite alerta geológico após desabamento de casa; previsão é de mais chuvas